terça-feira, 23, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Casarão de Ideias reinaugura com mais uma sala de cinema, livraria de rua e espaços para exposições e oficinas

Nesta sexta-feira (05/07), o Centro Cultural Casarão de Ideias (CCCI), localizado na Rua Barroso, bairro Centro, reinaugura sua sede e inaugura o prédio anexo, que contará com espaços para oficinas e exposições, além de mais uma sala de cinema e a Livraria da Barroso. A obra, que teve duração de quatro meses, interliga os dois prédios e proporciona aos visitantes uma experiência diferenciada.

“O Casarão de Ideias surgiu da necessidade do fortalecimento da cultura em suas mais diversas áreas. Ao longo desses quase 15 anos de criação, nos fortalecemos e fomos abraçados pela sociedade, o que nos motivou a ampliarmos o nosso espaço físico. A partir de agora, o Casarão contará com duas salas de cinema, uma livraria de rua, espaços (interno e externo) para oficinas e exposições, além da reformulação do nosso café e a da nossa primeira sala de cinema”, detalha João Fernandes, diretor do CCCI.

A Livraria da Barroso, por exemplo, conta com 1 mil títulos de importantes editoras como: Rocco, Companhia das Letras, Intrínseca, Vozes, Globo, Todavia, entre outras. O espaço conta com pufes para que os leitores possam fazer uma ‘degustação’ das obras vendidas, e poderão adquirir, ainda, ecobags e marcadores personalizados.

Exibição

A nova sala de cinema do Cine Casarão conta com 24 poltronas acolchoadas e com suporte para bebidas, e projetor da marca Christie, lançado recentemente em Las Vegas (EUA), durante a Comic Con. “Por se tratar de uma tela de última geração, dificulta a chegada em Manaus. Portanto, esta sala, em específico, iniciará suas atividades no final do mês de julho. Aproveito para anunciar que iremos exibir ‘Coringa: Delírio a Dois’, com a Lady Gaga”, adianta João Fernandes.

A primeira sala de exibição do Casarão, também passou por uma reforma, desde as poltronas, que agora são 100% acolchoadas, até o som, que passa a ser Dolby Digital, e embutido por trás da tela de projeção. “Apesar de abrimos o nosso leque para filmes mais populares, por assim dizer, continuaremos a dar espaço para obras nacionais e internacionais que não são exibidas nas grandes redes de cinema”, completa o diretor.

Outro destaque do prédio anexo, são os espaços para oficinas e para exposições, sendo um localizado na área externa e outro no último andar do Casarão. “Também sentíamos a necessidade de expandirmos os nossos horizontes. Para isso, desenvolvemos ambientes nos quais as pessoas possam aprender mais sobre cerâmicas e plantas, por exemplo, ou promover um desfile de moda. Nossa meta é agregar, sempre. E quando abrimos esses novos espaços, estamos chamando a atenção para nichos que possuem pouca visibilidade e oportunidade de crescimento”, reforça João.

O café ganha uma nova ambientação e o Jardim de Roselle também passou por uma reformulação. “Estamos prontos para receber os amazonenses e os turistas com a mesma excelência de sempre. Mas acima de tudo, estamos prontos para mostrar que a cultura é um caminho transformador e merece ser valorizada”, finaliza João Fernandes.

O projeto de expansão e reforma foi contemplado pela Lei Paulo Gustavo, e tem o apoio da Prefeitura de Manaus, ConCultura, Governo do Amazonas, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Conec, Ministério da Cultura e Governo Federal.