terça-feira, 25, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Mulher envolvida no sequestro e morte de companheiro queimado vivo é presa em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), cumpriu mandado de prisão temporária de Ingrid Sales da Silva, de 34 anos, por envolvimento na morte de seu companheiro, Mizael da Silva Lima, 49, que foi sequestrado e queimado vivo em um veículo no dia 27 de março deste ano. O crime ocorreu no ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, Zona leste de Manaus.

O delegado-geral adjunto da PC-AM, Guilherme Torres, elogiou as equipes da DEHS pelo trabalho realizado durante as investigações. Desde o início do ano, a delegacia especializada já efetuou mais de 100 prisões.

“Este caso envolve um crime grave e uma investigação complexa, no qual um homem foi queimado vivo com a participação de sua própria esposa. Ao longo dessas investigações, conseguimos prender a principal suspeita e identificar os demais envolvidos”, afirmou o delegado.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, adjunta da DEHS, a vítima, que era motorista de aplicativo, permaneceu cerca de 30 dias hospitalizada, porém não resistiu aos ferimentos e faleceu em 25 de abril. Outros três homens estão sendo procurados por envolvimento nesse crime, incluindo Leonardo Sales da Silva, 35 anos, que é irmão de Ingrid.

“A vítima chegou a ser socorrida e foi encaminhada a uma unidade hospitalar. No local, ele relatou que, no dia do crime, estava em sua residência quando sua então companheira abriu a porta para Leonardo e outros dois homens entrarem. Esses indivíduos o amarraram e o levaram para dentro do veículo, onde atearam fogo, deixando-o agonizando”, detalhou a delegada.

Outros três homens estão sendo procurados por envolvimento nesse crime, incluindo Leonardo Sales da Silva, 35 anos, que é irmão de Ingrid. Foto: Divulgação

Segundo a autoridade policial, a equipe teve acesso a imagens de câmeras de segurança que corroboram o que foi relatado pelas testemunhas. Os policiais estão em diligências para descobrir o paradeiro dos outros dois envolvidos e a motivação do crime.

“A motivação ainda é incerta, mas as suspeitas recaem sobre Ingrid pelo fato de ela não ter comunicado o caso à polícia e ter demonstrado falta de interesse na resolução do mesmo. O Boletim de Ocorrência (BO) só foi registrado após a morte de Mizael”, disse Deborah Barreiros.

O mandado de prisão temporária de Ingrid Sales da Silva foi cumprido na quinta-feira (06/06), na sede da unidade policial especializada. Ela responderá por sequestro e homicídio qualificado e ficará à disposição da Justiça.

Disque-denúncia

A PC-AM solicita a quem tiver informações sobre o paradeiro dos infratores, que entre em contato pelo número (92) 98118-9535, disque-denúncia da DEHS, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). A identidade do informante será mantida em sigilo.

*Com informações da assessoria