terça-feira, 25, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Suspeita de matar namorado com brigadeirão ganha apelido na prisão: ‘chocolate’

A psicóloga Júlia Cathermol, acusada de ter matado o namorado com um brigadeirão envenenado, se entregou à polícia e foi presa nesta quarta-feira (5). Ao chegar no presídio Instituto Penal Oscar Stevenson, a suspeita foi recebida pelas presas com apelido de ”chocolate”.

A psicóloga foi transferida para o sistema penitenciário fluminense na manhã de hoje, após se entregar à polícia no fim da noite de terça-feira (4). Júlia é apontada como a assassina do namorado, o empresário Luiz Marcelo Ormond, com um brigadeirão envenenado. Suyany Breschak, que se apresenta como cigana, também está presa, suspeita de ser a mandante do crime.

De acordo com a TV Globo, que apurou com uma agente que conduzia Júlia até a cela, a psicóloga ficou surpresa ao ser recebida pelas presas com: ”Oi, chocolate”.

Ao escutar o apelido a psicóloga questionou: “Elas sabem quem eu sou ?”. “O que você acha?”, respondeu a agente.

O corpo de Luiz foi encontrado por bombeiros no dia 20 de maio, em avançado estado de decomposição, no apartamento onde morava no Engenho Novo, na Zona Norte. O cheiro chamou a atenção de vizinhos, que acionaram a polícia.

Segundo as investigações, Júlia colocou comprimidos moídos de um remédio controlado em um brigadeirão que a vítima comeu. 

*Com informações do g1