terça-feira, 25, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Referência em parto de alto risco, Balbina Mestrinho aumenta índices de atendimentos a mulheres

A Maternidade Balbina Mestrinho, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), realizou, de janeiro até abril de 2024, 102 atendimentos a mulheres. De 2023 para 2024, houve um acréscimo de 109 profissionais, com a contratação de enfermeiros que passaram a compor o quadro funcional da unidade, situada na zona sul de Manaus. De acordo com a secretaria, a equipe da maternidade é formada, atualmente, por mais 800 profissionais.

A secretária da SES-AM, Nayara Maksoud, destaca que o aumento nos atendimentos se dá pelo aprimoramento da estrutura física e, também, da ampliação da mão de obra da unidade.

Segundo ela, o aumento da demanda segue o crescimento do número de leitos na instituição, na atual administração do Governo do Amazonas. A secretária lembra que, desde 2019, o governador Wilson Lima fez a ampliações, entregando mais 15 leitos. O Centro de Parto Normal Intrahospitalar (CPNI) da unidade foi reformado e dobrou a capacidade, saindo de duas suítes simples para quatro.

Em 2023, a unidade, que é referência em atendimento de gestação e parto de alto risco e em alta complexidade em neonatologia, efetuou 14.313 atendimentos, 2,28% a mais do que em 2022, quando recebeu 13.993 mulheres.

Estruturação

Segundo a diretora da unidade, Rafaela Faria, todas as pacientes internadas na maternidade e seus acompanhantes recebem alimentação. Em 98,3% dos partos realizados, diz ela, as mães dão entrada com acompanhantes. A alimentação também é fornecida para os trabalhadores da saúde que atuam no local, entre servidores e terceirizados.

A Maternidade Balbina Mestrinho também conta com a Casa de Apoio, local com 15 leitos, onde abriga puérperas com recém-nascidos internados em setores de terapia intensiva neonatal e que, muitas vezes, residem ali por longa permanência, também realizando as refeições na unidade. Em 2022, a Casa de Apoio recebeu 205 puérperas, número que triplicou em 2023, chegando a 655 mães em situação de vulnerabilidade social.

A assistência nutricional aos pacientes e acompanhantes é prevista na resolução RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, do Ministério da Saúde. Na Maternidade Balbina Mestrinho são servidas 52.320 refeições ao mês, entre desjejum, lanche da manhã, almoço, garrafas de chá, ceia e jantar, disponibilizados diariamente aos profissionais da unidade e a todos os pacientes internados e acompanhantes, além da unidade oferecer dietas especiais, conforme o caso da paciente.

Balanço de atendimentos

A secretária de Estado de Saúde destaca que o número de pacientes transferidas para a unidade, pelo Complexo Regulador, aumentou de 146 em 2022, para 415, em 2023, representando um aumento de 184,24%. Ainda segundo Maksoud, isso ocorre porque são pacientes que precisaram de atendimento nos quais a maternidade é referência.

“A restruturação da maternidade, feita pelo governador Wilson Lima dentro do Programa Saúde Amazonas, contribuiu para melhorar os índices de atendimentos, com qualidade e humanização”, conclui.

Com informações da assessoria