domingo, 14, abril, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Governador Wilson Lima Anuncia Investimento de R$ 3,3 Bilhões em Projetos de Carbono no Amazonas

Nesta quarta-feira (20/03), o governador Wilson Lima anunciou as primeiras propostas aprovadas, lançadas pelo Governo do Amazonas, para projetos que visam gerar mais de R$ 3,3 bilhões em novos créditos de carbono em duas Unidades de Conservação (UCs) do Estado. Essa iniciativa marca um avanço significativo ao destravar o mercado de carbono na região, após mais de duas décadas sem progressos nesse setor, e estabelece uma política pioneira de desenvolvimento econômico, social e ambiental.

Lima destacou que esse resultado foi alcançado graças a um trabalho intensivo iniciado em 2019, que incluiu a criação de um arcabouço legal e a consulta a experiências internacionais renomadas. Ele ressaltou a importância de envolver as comunidades locais nesse processo.

Os projetos aprovados abrangem uma ampla gama de atividades, como restauração florestal, turismo de base comunitária, bioeconomia e incentivo às cadeias produtivas locais. Inicialmente, as Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma e do Rio Negro serão beneficiadas por esses projetos.

A expectativa é que esses projetos gerem 28,5 toneladas de créditos de carbono apenas nessas duas UCs. Com a aprovação das propostas, as empresas estão prontas para trabalhar em parceria com as comunidades e o Estado na implementação de ações sustentáveis que beneficiem as comunidades locais e fortaleçam a proteção ambiental.

Como parte dessa estratégia, 50% dos recursos captados serão destinados diretamente às UCs, enquanto os outros 50% serão direcionados ao Fundo Estadual de Mudanças Climáticas (Femucs), visando melhorar a gestão ambiental e garantir a sustentabilidade financeira do programa “Guardiões da Floresta”.

O evento de anúncio contou com a presença do vice-governador Tadeu de Souza, o deputado estadual João Luiz, vereadores locais, secretários de Estado e representantes das comunidades beneficiadas pelas RDSs.

Em relação às propostas específicas, a Future Carbon Holding S.A foi selecionada como agente executor dos projetos na RDS do Juma, enquanto na RDS do Rio Negro, a BR Carbon Serviços Ambientais Ltda foi escolhida. Essas propostas visam beneficiar diretamente centenas de famílias locais e gerar milhões de tCO2e em créditos de carbono.

O Amazonas ganhou destaque global por seu mecanismo inovador de projetos REDD+ dentro de UCs, com 33 Agentes Executores de Serviços Ambientais habilitados entre 2022 e 2023. A estratégia visa beneficiar 42 Unidades de Conservação Estaduais, com 30 delas já selecionadas para projetos adicionais.