quarta-feira, 17, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

‘As visitas precisam ser monitoradas’, diz advogada após Alexandre Correa expor o próprio filho

O empresário Alexandre Correa, ex-marido de Ana Hickmann, foi bastante detonado nas redes sociais após expor seu filho com a apresentadora, Alezinho, de 10 anos, no último domingo, 17. Na ocasião, ele compartilhou um vídeo em que a criança nega que o pai tenha agredido a mãe.

“Não houve agressão nenhuma. Eu estive presente a briga inteira. Não vi nenhuma agressão. O pessoal que acreditou, está errado. Eu comprovei que isso é mentira. Eu estava no dia da briga”, disse o menino, no vídeo publicado no Instagram de Alexandre.

Correa foi bastante detonado por alguns internautas pelo fato de expor a criança. “O que esse homem quer? Expor uma criança? Cadê o conselho tutelar?”, questionou um. Cada dia mais esse cara se perde, resolveu coagir o filho. E o nome disso é alienação parental. Baixo, muito baixo”, disparou outro usuário.

Ana Hickmann se pronuncia

Por meio de uma nota enviada à imprensa, Ana Hickmann abominou o vídeo compartilhado na rede social do seu ex-marido.

“Réu por violência doméstica e por ferir o Estatuto da Criança e do Adolescente, Alexandre Correa expõe novamente o filho, de 10 anos, em condição vexatória e coercitiva em rede social. Em busca de manipular o episódio da agressão e prejudicar Ana Hickmann, agredida moral, física e financeiramente por ele. Alexandre submete a criança a constante humilhação pública”, diz o comunicado.

“A apresentadora segue protegendo e poupando o filho de ter acesso aos conteúdos constrangedores aos quais é submetido e lamenta a forma com que Alexandre Correa usa e manipula a criança em benefício próprio”, finaliza.

A assessoria de Hickmann ainda nega que o menino tivesse presenciado a agressão: “É importante mencionar também que o Alezinho não estava no momento da agressão física. Isso foi dito pela Ana e pelo próprio Alexandre em entrevistas. Durante a discussão, ele foi retirado da cozinha por funcionárias.”

Violência doméstica

No dia 11 de novembro de 2023, Ana Hickmann registrou um boletim de ocorrência contra Alexandre Correa, após ter sido agredida por ele na mansão do casal, em Itu, no interior de São Paulo.

Ela prestou queixa contra Alexandre, por violência doméstica, na Delegacia Central de Itu. Na ocasião, afirmou que o marido a agrediu com cabeçadas e fechou uma porta de correr sobre seu braço esquerdo, que precisou de cuidados médicos, enquanto ela tentava escapar de suas agressões.

‘As visitas precisam ser monitoradas’

A advogada familiarista Antília da Monteira Reis falou sobre a exposição da qual Alexandre Correa fez com o filho. Segundo ela, as visitas de Alezinho na casa do pai precisam ser monitoradas após o ocorrido.

“Ele (Alexandre Correa) está cometendo alienação parental. O vídeo só demonstra a parte que interessa para ele. Eu entendo que quando uma criança assiste a violência doméstica, o pai contra a mãe, a mãe contra o pai, ele é vítima também de violência doméstica e ele deve ser salvaguardado. As visitas têm que ser monitoradas com um estudo social, porque ele tá trazendo danos irreparáveis ao filho”, disse a profissional à IstoÉ Gente.

  • Alienação parental

A alienação parental e a manipulação do filho menor de idade. O ato de alienar não é só do menor falar mal de um dos genitores, mas também defender atos e ações de um dos genitores.

  • Manipulação psicológica

O vídeo publicado por Alexandre Correia e prova da manipulação psicológica que o filho está passando. No conteúdo mostra apenas a parte que interessa para o empresário – e não se sabe qual contexto foi gravado, – mas verifica-se de forma lamentável como este menor está sendo alienado pelo próprio pai.

  • Punição

De acordo com a legislação vigente, os pais que expõem excessivamente seus filhos em redes sociais podem ser punidos com advertência, multa e, em casos graves, podem ter o seu direito de convivência com o filho restringido ou suspenso.