domingo, 14, abril, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Homem morre ao ser atingido com tiro no rosto ao verificar o que acontecia na vizinhança

Homem, de 33 anos, identificado como Bruno, foi morto com um disparo no rosto, no distrito do Pirapó, no município de Apucarana, no Paraná. A vítima estava em uma confraternização da casa de amigos quando aconteceu o crime. O autor dos disparos, empresário de 41 anos, foi preso nesta quinta-feira (14).

Segundo o delegado André Garcia, responsável pelo caso, pessoas de uma residência ouviram barulhos e não conseguiram descobrir se eram ou não disparos de arma de fogo. Bruno teria ido até os fundos da residência, subiu em um abrigo de gás para observar a vizinhança e tentar identificar os disparos. Nesse momento, ele é atingido por um disparo de arma de fogo na região da face.

O suspeito fugiu logo após o crime. Na casa do empresário, foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e a arma do crime, uma pistola calibre 380, ambas devidamente registradas em nome do empresário.

Nesta segunda-feira (11), juntamente de seus advogados, o empresário se apresentou na Delegacia de Apucarana, sendo ouvido e liberado, pois não estava mais em situação de flagrante delito e um mandado judicial determinou sua prisão.

A equipe policial já havia representado pela prisão preventiva e o mandado foi expedido nesta quinta-feira (14). O empresário foi localizado e preso.

“Durante o seu interrogatório, ele alegou ter agido em legítima defesa. Segundo ele, estava em sua casa quando ouviu barulho no telhado. Ele afirmou ter saído para fora já com a arma em punho e, nesse momento, teria visto um homem tentando pular o muro da sua casa”,contou Garcia sobre a versão apresentada pelo autor dos disparos.

Segundo a Polícia Civil, a narrativa não foi corroborada nem pela versão das testemunhas ouvidas e nem pelo vídeo, no qual é possível observar que a vítima nunca subiu no telhado da casa vizinha, além de não fazer menção de pular o muro.

O empresário foi indiciado por homicídio qualificado e segue à disposição do Poder Judiciário.

*Com informações de CNN