sábado, 20, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Dermatologista de Manaus orienta sobre repelente para combater o mosquito da dengue

O número de casos de Dengue no Amazonas cresce a cada dia. Até o último sábado (24), conforme dados do Ministério da Saúde, o Estado tinha 1.920 casos confirmados da doença, sendo 964 apenas em Manaus. O Estado também tem 6.870 casos prováveis contabilizados. Com o aumento da Dengue, a população tem buscado alternativas para se prevenir, entre elas, o uso do repelente.

A dermatologista e professora da Afya Educação Médica Manaus, Anne Amaral, explica que ao escolher o repelente, as pessoas devem ficar atentas aos ativos presentes nos produtos. Para combater a picada do mosquito aedes aegypti, transmissor não apenas da dengue, mas do vírus da Zika e Chikungunya, a recomendação é que os produtos tenham na composição Icaridina, IR3535 e DEET.  

A diferença entre os repelentes para uso de adultos e crianças está na concentração dos ativos. Segundo Anne Amaral, os produtos para adultos têm uma maior quantidade de ativos, aumentando o tempo de cobertura. Já os das crianças não podem ultrapassar uma média de 10% de concentração das substâncias.

“Na prática, o repelente de adulto pode ter uma duração de até 4 horas, enquanto o de criança alcança 2 horas. Isso acontece pela sensibilidade maior da pele das crianças”,destaca.

De acordo com a dermatologista, dependendo da porcentagem dos ativos existentes no repelente escolhido, o ideal é aplicar em média três vezes ao dia, borrifando sobre a pele e até mesmo por cima das roupas. “Os horários mais propícios aos mosquitos são no amanhecer e entardecer, hora que as pessoas devem ter mais atenção na aplicação do repelente”, alerta.

Sobre repelentes naturais, a médica esclarece que ativos como citronela, lavanda, melaleuca e cravo são eficazes para espantar os mosquitos, mas não substituem o uso do repelente. Ela reforça também a importância do combate à proliferação do mosquito aedes aegypti, evitando água parada. “Os cuidados são básicos, amplamente divulgados, mas não custa reforçar. As pessoas devem observar vasos de planta, garrafas e qualquer recipiente que possa conter água parada”, disse.

Cuidados com pele

A médica acrescenta que pessoas com maior sensibilidade na pele ou pelo uso excessivo podem apresentar algum tipo de dermatite, vermelhidão, coceira e até problemas respiratórios.

Nesse caso, a orientação é evitar o uso excessivo e se for necessário procurar um médico dermatologista para avaliação. Além disso, é importante manter a pele bastante hidratada mesmo fazendo uso de repelente.  Isso vai ajudar a evitar ressecamento.

Cursos

Em Manaus, a Afya Educação Médica está localizada na avenida André Araújo, 2767, bairro Aleixo. No local, são oferecidos cursos de pós-graduação na área médica nas especialidades de Dermatologia, Neuropediatria, Nutrologia, Endocrinologia, Psiquiatria, Pediatria Geral, Ultrassonografia e Medicina Intensiva.

A instituição também mantém um programa de atendimento gratuito à comunidade. As consultas fazem parte das atividades práticas dos cursos de pós-graduação oferecidos pela Afya Educação Médica e acontecem, todo mês, conforme a programação de aulas. As pessoas que precisarem de atendimento podem entrar em contato pelo número (92) 99379-9297. 

*Com informações da assessoria