segunda-feira, 26, fevereiro, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

‘Cabelinho’ é preso por homicídio e ocultação de cadáver na Zona Norte de Manaus

Washington Carlos da Silva Cunha, 23, conhecido como “Cabelinho” ou “Sequestro”, foi autuado por posse irregular de munição e preso, na quarta-feira (24), por homicídio qualificado e ocultação de cadáver de Hemerson da Silva Brito, que tinha 33 anos. O crime ocorreu no dia 12, na comunidade Raio de Sol, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus.

Conforme a delegada Deborah Barreiros, adjunta da DEHS, inicialmente o caso foi dado como desaparecimento. No entanto, familiares de Hemerson informaram que estavam recebendo pedidos de transferências bancárias via Pix, do próprio aparelho celular da vítima. Diante disso, as investigações iniciaram para identificar a pessoa que estava solicitando os valores.

“Conseguimos identificar o endereço do aparelho celular que estava pedindo os valores, sendo assim, representei à Justiça por um mandado de busca e apreensão para o imóvel. Com a ordem judicial decretada, fomos ao local e encontramos uma senhora, que não sabia que sua conta bancária estava sendo utilizada”,detalhou a delegada.

Segundo Deborah, a mulher então questionou a filha, e esta confessou que passou os dados bancários para o namorado Washington Carlos. De acordo com a delegada, os policiais foram ao endereço do indivíduo e apreenderam algumas munições. Ao ser questionado o motivo pelo qual estava pedindo dinheiro, acabou confessando ter participado do homicídio de Hemerson, apontando o local onde o corpo da vítima estava enterrado.

“Fomos ao local e encontramos a terra remexida. A partir disso foi acionado o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) para ajudar escavar a cova onde encontramos o corpo da vítima. Washington foi trazido para a delegacia para prestar esclarecimentos, e ao ser ouvido, confessou sua participação na ação criminosa”,salientou a delegada.  

De acordo com a autoridade policial, as investigações apontam que a principal motivação do crime é a guerra entre grupos criminosos rivais daquela localidade. As diligências em torno do caso seguirão para localizar os outros possíveis envolvidos.

Washington responderá homicídio qualificado, ocultação de cadáver e posse irregular de munição. Ele passará por audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria