sexta-feira, 01, março, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Familiares entregam paradeiro de homem que agrediu filha de 2 anos, em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) realizou uma coletiva de imprensa, na manhã desta quarta-feira (10), onde detalhou o caso da criança de 2 anos que foi agredida pelo próprio pai no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, pelo fato de o genitor não aceitar o fim do relacionamento com a mãe da pequena.

De acordo com o delegado da Delegacia Especializada Em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Paulo Benelli, a violência iniciou após o pai não querer devolver a filha para a mãe.

“Eles estão em processo de divórcio e, naquele dia, o genitor tinha pegado a criança para passear com ele. Naquele momento a mãe tinha concordado. Na hora do almoço, a mãe chamou o genitor para ele levar a criança e ele se negou, dizendo que iria atrás de seus direitos. A mãe entrou em contato com a ex-sogra para interferir. Foi quando, no momento de raiva, o genitor disse que não iria entregar a criança para ninguém, jogou a menina no chão, agrediu a criança e saiu do local”contou o delegado.

Segundo os agentes de segurança, a denúncia só chegou à Depca após o hospital entrar em contato com as autoridades para relatar o caso.

“A avó da criança tomou a primeira providência de levar essa criança na UPA Campo Sales, sendo transferida ao Joãozinho por conta da gravidade. O hospital tomou conhecimento da agressão, fez comunicações legais e entrou em contato com a delegacia especializada. Realizamos o depoimento da genitora no próprio hospital, formalizamos o boletim de ocorrência, a expedição de todos os exames necessários e mobilizamos todos da equipe da Depca. Nos dias 8 e 9, realizamos buscas incessantes para flagrantear o genitor”,detalhou Benelli.

A busca pelo agressor iniciou após a equipe abordar os familiares do acusado. Com o constante trabalho de investigação, os próprios familiares do homem compareceram na delegacia para entregar seu o paradeiro.

“Esta é a segunda prisão dele, que já foi preso por violência doméstica. Os familiares contaram que não estavam mais aguentando o cerco e queriam entregar o agressor. A equipe pediu ajuda da delegacia fluvial, já que ele estava em uma área rural, que só tinha acesso de barco, próximo ao lago do Janauari. Por volta das 15h, conseguimos localizá-lo. Ele não ofereceu resistência”,finalizou o delegado.

O homem foi preso e responderá por lesão corporal grave e lesão corporal em razão da violência doméstica, ficando à disposição do Poder Judiciário. A avó da menina, que estava com o acusado, foi conduzida também à delegacia, confirmou que presenciou a agressão, e foi ouvida em flagrante.

Ainda conforme autoridade policial, a criança segue hospitalizada em uma unidade de saúde de Manaus após passar por um procedimento cirúrgico. Seu estado de saúde é considerado estável.