quarta-feira, 21, fevereiro, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Presidente da CMM dá calote em blogs e portais mas fecha contrato com empresa duvidosa

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André, teria deixado de pagar os blogs e portais da capital amazonense para priorizar um contrato de quase um milhão de reais com a Churrascaria Búfalo, cujo proprietário, Jian Marcos Dalberto, possui um histórico polêmico envolvendo acusações de agressão contra mulher e exploração infantil.

O contrato, destinado ao fornecimento de serviços de buffet, foi fechado no montante de R$ 930.124,50, com vigência de um ano, abrangendo o período de 01 de dezembro de 2023 a 30 de novembro de 2024. Embora o valor não seja exorbitante em comparação com outras regalias concedidas aos vereadores de Manaus, a escolha do contratado levantou sérias preocupações.

Jian Dalberto, dono da empresa, foi alvo da Operação Estocolmo em 2012, que investigava exploração sexual infantil no Amazonas, escapou de condenação devido à decisão que extinguiu a punibilidade por prescrição dos envolvidos. Além disso, o empresário foi denunciado em 2017 por agressão à estudante Lana Caroline, episódio que gerou revolta e indignação à época.

Os donos de blogs e portais locais e a população manauara expressam sua insatisfação com a escolha de Caio André em destinar uma grande parte dos recursos públicos a uma empresa vinculada a um empresário com esse histórico polêmico, enquanto, supostamente, não realiza os devidos pagamentos as empresas que desempenham um papel fundamental na comunicação regional. Os questionamentos são inevitáveis: houve uma pesquisa adequada antes da contratação da Churrascaria Búfalo? Qual a justificativa para esse contrato milionário? Caio André está sendo conivente ao ignorar os casos envolvendo Jian Dalberto? O presidente da CMM teria perdoado escolhido e fechar os olhos para a polêmica história do contratado? O povo aguarda ansiosamente as explicações de Caio André sobre a mais nova polêmica envolvendo o dinheiro público.