quarta-feira, 17, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Governo do Amazonas distribui 1,1 mil cestas de alimentos para organizações com trabalhos sociais no Amazonas

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e do Fundo de Promoção Social (FPS), iniciou, nesta quinta-feira (21/12), a entrega de cestas de alimentos para Organizações da Sociedade Civil (OSCs) contempladas no  Edital de Credenciamento nº 001/2023-SEJUSC. A entrega inicial foi feita pela primeira-dama do Amazonas, Taiana Lima. 

Ao todo, 203 instituições foram credenciadas pelo Edital nº 001/2023-SEJUSC para receber as cestas nas próximas semanas. Para serem credenciadas, além da documentação específica solicitada pelo edital, as instituições precisaram comprovar o trabalho social nas áreas de atuação da Sejusc. 

Neste primeiro momento, foram repassadas 1,1 mil cestas de alimentos. Em Manaus, as instituições que já receberam as cestas foram o Instituto de Desenvolvimento Comunitário do Amazonas e o Centro de Formação Vida Alegre, além do Instituto Mulheres Águias, que atua em Tabatinga.  

A medida, de caráter emergencial e temporário, tem o objetivo de atender à população em situação de extrema vulnerabilidade social e econômica, além das famílias atingidas pela seca histórica. 

Durante a entrega, realizada com o apoio do FPS, a primeira-dama Taiana Lima destacou a importância do trabalho realizado pela Sejusc para que o credenciamento fosse realizado a tempo de atender às festas de fim de ano. “Eu sei que vai ajudar muito as famílias, as crianças, todos que recebem esse alimento para ter uma mesa farta, recheada”, destacou. 

Credenciamento 

Ao longo das próximas semanas, a equipe da Sejusc vai trabalhar para fazer o repasse dos itens, conforme ressaltou a secretária da Sejusc, Jussara Pedrosa. “Recebemos mais de 800 propostas e estamos trabalhando desde o dia 28 para agilizar os processos e, agora, garantir que as instituições recebam os itens”, afirmou.