sábado, 20, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Endrick supera marca de Neymar no Brasileirão e cola em Ronaldo Fenômeno: “É uma honra”

Eram 21 minutos do primeiro tempo quando Endrick balançou as redes do Mineirão para abrir o placar do empate com o Cruzeiro, por 1 a 1. Um gol que o atacante guarda na memória e uma marca recheada de símbolos. Foi o último do Palmeiras em 2023, o responsável por confirmar o título do Campeonato Brasileiro e agora por alçar o camisa 9 a mais um recorde.

Endrick superou Neymar e Diego Ribas como atleta menor de 18 anos com mais gols marcados em uma única edição do Brasileiro, segundo dados do Espião Estatístico.

O atacante do Palmeiras fez 11 nesta edição da Série A, enquanto Neymar e Diego Ribas, por sua vez, marcaram dez cada, em 2009 e 2002, respectivamente, ambos pelo Santos e aos 17 anos.

Os números também transformaram Endrick no primeiro jovem a marcar mais de 10 gols na competição desde Ronaldo Fenômeno, que fez 12 em 1993, pelo Cruzeiro, quando tinha 16 anos, e segue liderando o quesito.

— Para mim é uma honra ter feito isso. Não lutei para fazer mais gols por causa disso e sim para ajudar o Palmeiras, e ajudando eu pude bater essa meta – contou o atacante.

— Quero ano que vem ajudar mais ainda, fazer mais gols, não para superar ninguém, porque somos todos iguais, mas para ajudar o Palmeiras – completou.

O lance diante do Cruzeiro, aliás, terminou eleito por Endrick como gol favorito do ano, enquanto a vitória sobre o Botafogo, por 4 a 3, de virada, entra na lista das mais marcantes.

– Não estava ligado dessa história, mas o último gol foi mais simbólico e importante porque foi o último gol do Palmeiras na temporada. Creio que o jogo mais marcante foi contra o Botafogo, creio que os palmeirenses estavam um pouco abalados. Não vi ninguém saindo do estádio e isso me deu segurança de que não tinham ido para passear – disse o atacante, deixando escapar um sorriso no rosto.

Em sua primeira temporada completa como profissional, Endrick terminou com 53 jogos e 14 gols marcados, sendo seis deles nas últimas 12 partidas do Brasileiro. Tornou-se, portanto, nome decisivo e fundamental para a arrancada do Palmeiras pelo título.

Foi a quarta taça conquistada pelo atacante, em um ano marcado por recordes e pela primeira convocação à seleção brasileira.

– Abel montou um esquema muito bom de se jogar. Foi uma liberdade maior que começou contra o Santos, que eu estava de ponta direita e agora jogando mais centralizado – iniciou o atacante, que se vê potencializado pelo trabalho do técnico Abel Ferreira.

– Ele é uma pessoa excepcional, é muito mais que um treinador e me ajudou tanto dentro quanto fora de campo. Parte da minha convocação é metade dele. Soube o momento certo de me colocar e de me tirar também. Sempre que eu puder elogiar, falar dele, eu vou abrir meu coração.

No Troca de Passes, Endrick celebra título do Palmeiras no Brasileirão 2023

Agora de férias com a família, Endrick está em viagem pelos Estados Unidos e para a Espanha, onde visitará o Real Madrid – clube para o qual se transfere na metade do próximo ano.

Em seu “último ato” antes de deixar o Brasil neste fim de ano, anunciou a parceria com a marca de remédios Neosaldina. É um contrato de cinco anos por R$ 2,5 milhões ao ano e com gatilhos em caso de convocações, número de gols, títulos, premiações.

– É? eu não sabia. Os caras não me contam não – disse o atacante, sem segurar a própria risada.

Com informações de: Ge