terça-feira, 23, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Mulheres atendidas pela Procuradoria da Mulher participam de evento em alusão à campanha dos “21 Dias de Ativismo”

Aproximadamente 50 mulheres atendidas pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas participaram nesta terça-feira (28/11) do evento “Café com Elas”. Liderada pela deputada estadual Alessandra Campelo (Podemos), a atividade aconteceu no Auditório Cônego Azevedo (1° andar da ALEAM) e fez parte da programação da campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, na qual o Legislativo Estadual está inserida.

Segundo a deputada Alessandra Campelo (Podemos), o encontro foi extremamente positivo porque trouxe à Assembleia Legislativa mulheres que encontraram na procuradoria uma mão forte na defesa dos seus direitos.

“É muito gratificante poder atender essas mulheres, ouvir as suas dores e ajudá-las a superar as dificuldades com o apoio psicossocial e jurídico que prestamos. Desde a criação da Procuradoria da Mulher no mês de março, acompanhamos casos que vão desde assédio sexual até feminicídio”, disse Campelo, que é a Procuradora Mulher da Casa,

Para a deputada, o novo órgão criado na gestão do presidente Roberto Cidade (União Brasil) deu mais visibilidade no combate às diversas formas de violência contra as mulheres no estado.

“A Procuradoria da Mulher é um marco na luta em defesa dos direitos das mulheres porque deu mais visibilidade ao combate de todas as formas de violência. Esse trabalho só é possível graças à sensibilidade do presidente Roberto Cidade e da parceria com a Defensoria Pública, o Ministério Público, as Delegacias da Mulher e a Ronda Maria da Penha, entre outros parceiros”, destacou a deputada.

Dona Ednelza Frithz foi uma das participantes do evento desta terça-feira. Ela é mãe da jovem Camila Vitória Frithz da Silva, de 27 anos, vítima de feminicídio. O principal suspeito do crime é o soldado da PM Olímpio Gomes Maia. O caso ocorreu no dia 4 de novembro em um condomínio no bairro Lago Azul, Zona Norte de Manaus. A Procuradoria da Mulher acompanha o caso.

“Agradeço a Procuradoria da Mulher que desde o primeiro momento esteve presente no meu caso, me dando suporte no boletim de ocorrência, funeral, e depois com advogada, psicóloga. Agradeço esse espaço que a Assembleia Legislativa tem dado, através da Procuradoria, para dar voz às mulheres do nosso município e do nosso estado”, disse Dona Ednelza.

Funcionamento e atribuições

A Procuradoria Especial da Mulher funciona no segundo andar do prédio da ALEAM. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. O órgão realiza atendimento Psicossocial e Jurídico por meio de Psicólogas, Assistentes Sociais e Advogadas; atua em parceria com a Defensoria Pública do Estado (DPE); e participa de eventos voltados aos direitos das mulheres na capital e interior.

O órgão tem as seguintes atribuições: acolhimento às mulheres em situação de violência física, sexual, psicológica, patrimonial e política; informações sobre direitos; acompanhamento de casos nas delegacias, tribunais e Defensoria; encaminhamentos de mulheres para programas socioassistenciais dos governos federal, estadual e municipais; busca ativa de mulheres vítimas de violações de direitos; incentivo ao empreendedorismo e à autonomia feminina; e realização de campanhas e ações com foco na prevenção e na conscientização sobre as pautas dos interesses das mulheres. O Whatsapp da Procuradoria da Mulher é o (92) 99400-0093.