sábado, 20, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Motivo de demissão de “fiel escudeira” de Ana Hickmann vem à tona

Há quase uma semana, o comunicado do rompimento da parceria profissional de mais de 13 anos entre Ana Hickmann e Cláudia Helena, considerada “fiel escudeira” da apresentadora, pegou muita gente de surpresa. Segundo o portal Terra, a notícia foi dada pela ex-funcionária, pelo WhatsApp.

“Estou entrando em contato para informar que não faço mais parte do quadro da Hickmann Serviços. Muito obrigada por todos esses anos de parceria”, escreveu ela no aplicativo de mensagens.

A parceira de trabalho acompanhava Ana Hickmann em diversos compromissos profissionais, como viagens e até matérias para a televisão, e até fazia parte da vida privada da apresentadora. Nas redes sociais, Cláudia sempre foi citada com carinho pela chefe. Em 2018, Ana a chamou de “heroína” em uma postagem. Após a dispensa da funcionária, a apresentadora deixou de segui-la no Instagram.

Mas o que teria motivado a demissão de Cláudia Helena? De acordo com Matheus Baldi, a relação das duas teria sofrido um desgaste. E, após agressão sofrida por Ana Hickmann no último dia 11, a apresentadora teria descoberto uma “estranha aproximação de Alexandre com a filha de Claudia”.

O jornalista relatou, ainda, que a apresentadora foi orientada a lidar com o caso de forma cautelosa e, ao encerrar a parceira profissional com Cláudia, resolveu não expor as motivações.

Marido expôs depoimento de cozinheira

Alexandre Correa divulgou, no último domingo (26/11), o depoimento da cozinheira Maria da Anunciação Lima. De acordo com o empresário, a profissional trabalha há três anos na residência em que ele morava com Ana Hickmann e foi testemunha da briga que ocorreu no dia 11 deste mês.

“Depoimento da colaboradora Maria, cozinheira da casa há três anos. Deixando claro que nunca houve agressão física antes e no dia 11/11”, escreveu Alexandre na legenda da publicação.

Maria foi ouvida no último dia 24, na sede do Plantão Policial do DDM ITU. O documento divulgado por Alexandre traz um resumo do que foi dito por ela na delegacia.

Em depoimento, a cozinheira declarou que “nunca presenciou qualquer tipo de agressão física, mas que sempre percebia discussões entre Alexandre Bello e Ana e que, geralmente, o motivo das brigas era por questões financeiras”.

Sobre o ocorrido no dia 11 de novembro, Maria contou que, por volta das 15h, estava na cozinha trabalhando e que Ana Hickmann conversava com Alezinho, filho do casal, “sobre questões financeiras da família”. Nesse momento, Alexandre Correa “interviu de forma agressiva”.

Ainda de acordo com a cozinheira, o empresário iniciou uma discussão com Ana e Alezinho, que “ficou bastante nervoso” e, então, foi levado para o seu quarto. O casal continuou brigando. Maria, no entanto, disse não ter ouvido nenhum tipo de ameaça ou injúria da parte do casal.

“[Maria] esclarece que durante a briga não ouviu nenhum tipo de ameaça ou injúria por parte dos contendores, mas que discutiam com exaltação. Alguns minutos após, a vítima, Ana, surgiu na porta do quarto da depoente e, aos prantos, disse que o marido havia lhe ferido no braço e que havia acionado a Polícia Militar”, diz um trecho do depoimento.

A cozinheira contou que socorreu Ana Hickmann e a acomodou no quarto. Em seguida, ela trancou a porta do cômodo, e Alexandre “começou a bater e pedir para Ana abrir para conversarem”.

Tempo depois, a casa ficou em silêncio, e o empresário deixou o local. Passados alguns minutos, “a Polícia Militar compareceu na residência e prestou socorro à vitima”.

Com informações de: Metrópoles