terça-feira, 28, novembro, 2023

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Idoso condenado por estuprar quatro enteadas é detido ao fazer nova vítima no AM

Um idoso de 73 anos, não identificado, foi preso na terça-feira (14), no munícipio de Itapiranga (a 227 quilômetros da capital), por estuprar a enteada, quando ela tinha 9 anos. Os crimes ocorreram entre os anos de 2019 e 2020, atualmente a menina tem 13 anos.

Segundo o delegado Aldiney Nogueira, as investigações duraram quatro meses e iniciaram após a tia da vítima relatar o ocorrido para a mãe da menina e denunciar o caso a polícia.

“A adolescente contou os fatos à uma tia e esta, por sua vez, relatou à mãe da menina. Deste modo, colhemos os depoimentos dos familiares da vítima e solicitamos exame pericial, que comprovou que ela não seria mais virgem, corroborando sua versão de que havia sofrido o estupro, além de pesquisa de antecedentes do indiciado”,declarou.

De acordo com o delegado, a ficha de antecedentes do suspeito revelou que ele já havia sido preso em 2010 por estupro de vulnerável contra quatro enteadas, entre os anos de 2005 e 2010. As vitimas eram crianças e adolescentes, com idades entre 8 e 16 anos.

“O homem foi condenado naquela ocasião a uma pena de 10 anos e quatro meses de prisão, cumprindo cerca de quatro anos em regime fechado e o restante da pena em regime aberto. Contudo, neste período, ele manteve nova união estável, desta feita com a mãe desta vitima e cometeu novamente o crime de estupro de vulnerável, quando ela ainda era criança”,contou.

O delegado afirma que apesar do tempo na prisão, o homem não se ressocializou e continuou fazendo novas vitimas, ao se aproximar de mulheres que possuíam filhas crianças ou adolescentes, para cometer os abusos sexuais.

“Ele demonstra não ter condições de viver em sociedade sem que isso represente um risco para as crianças. Por isso, solicitamos pela prisão preventiva dele e a cumprimos na data de ontem, no bairro Gilberto Mestrinho, em Itapiranga”,afirmou.

O idoso foi indiciado por estupro de vulnerável e será transferido para uma unidade prisional em Itacoatiara, onde ficará à disposição da Justiça.