sábado, 20, julho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Everton, da Ponte Preta, é suspeito de importunação sexual e lesão corporal

O atacante Everton, com passagens por Flamengo, São Paulo e Grêmio, e que defendeu a Ponte Preta na Série B, é suspeito de importunação sexual e lesão corporal. Duas mulheres registraram boletim de ocorrência contra o jogador na Delegacia de Paulínia (SP), nesta segunda-feira (13).

De acordo com a denúncia à Polícia Civil, Everton, de 34 anos, teria passado a mão nas nádegas de duas mulheres durante um churrasco no fim de semana, e que, ao ser confrontado, teria agredido as vítimas.

De acordo com o registro da ocorrência, uma das vítimas relatou que o primeiro episódio de importunação sexual ocorreu na noite de quinta-feira (9), quando foi jantar na casa de Everton na companhia do marido.

À Polícia Civil, a vítima narrou que depois de ir ao banheiro, a esposa de Everton estaria ao lado de seu marido e ao sentar ao lado do jogador, o mesmo teria acariciado sua panturrilha. Ela teria pedido que o atleta parasse, mas Everton teria insistido e ela foi sentar em outro local.

A vítima disse ter pensado que Everton “teria agido por conta do efeito de consumo de bebida alcoólica”, e que acreditava que ele iria parar diante de sua negativa à investida.

No entanto, a mulher narra que no sábado (11), Everton e a esposa foram até a casa da vítima para um churrasco, e todos foram à piscina, inclusive a irmã da vítima. A mulher narra que Everton teria passado a mão em suas nádegas e, assustada, contou o fato à irmã.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, Everton teria, então, cometido o mesmo ato com a irmã da primeira vítima, que ao confrontar o jogador, teria ouvido que ele “havia se enganado e a confundido com a esposa”. Foi aí que houve início uma discussão, que se estendeu para fora do condomínio.

No boletim de ocorrência, consta que ao ser confrontado, Everton teria agredido as duas mulheres – não foram relatados o teor dessas agressões. De acordo com Erico Claro, advogado das vítimas, o jogador teria mordido uma das mulheres.

Negociação com a Ponte Preta

Aos 34 anos, Everton, com passagens por Flamengo, São Paulo e Grêmio, entre outros clubes, tem sofrido com problemas físicos e negocia a rescisão de contrato com a Ponte Preta há dois meses.

O jogador atuou pela última vez no dia 9 de setembro, quando jogou por 45 minutos no empate sem gols contra o Sampaio Corrêa pela Série B.

Everton sofreu com problemas físicos em Campinas e passou por duas cirurgias no tornozelo esquerdo desde que chegou ao clube. Ele soma apenas oito jogos pela Macaca no período (cinco na atual temporada e três no ano passado).

De acordo com a assessoria do próprio jogador, Everton propôs uma rescisão amigável com o clube. A saída do atleta, porém, ainda não foi oficializada.

A última posição oficial da Ponte Preta é que “Everton segue em trabalho de manutenção no clube, cumprindo a rotina diária de programação determinada pela comissão técnica”.

Com informações de: Ge