quarta-feira, 21, fevereiro, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Centro de Artes promove espetáculo de dança em Manaus

O Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA/Ufam) apresenta o espetáculo ‘A primavera e o verão de Vivaldi’ como tributo a Isadora Duncan, pioneira da dança moderna, do Corpo de Dança Sênior. A apresentação também terá a participação dos grupos de Carimbó ‘Saia Rodada do CAUA’ e do grupo ‘Egressos Flores do Carimbó’ com seus ritmos contagiantes e suas saias floridas. O Evento ocorre nesta quinta-feira (9), às 19h, no auditório do Centro de Artes da Ufam, na Rua Monsenhor Coutinho, 724, Centro (esquina com a Rua Tapajós), com entrada gratuita.

‘As Quatro Estações’ de Vivaldi é um dos trabalhos mais executados no repertório clássico. Suas melodias cativantes e sua conexão com a natureza atraem uma ampla variedade de audiências, tornando-a uma obra atemporal. É uma obra-prima da música clássica que transcende o tempo e permanece apreciada por sua beleza, inovação e capacidade de evocar as estações do ano de maneira intensa e vibrante. A obra continua a ser uma das composições mais emblemáticas da história da música clássica.

Representando a cultura popular teremos a participação do grupo residente Carimbó da Saia Rodada e do grupo egresso Flores do Carimbó – AM. Resultado da fusão de influências culturais indígena, negra e ibérica, o Carimbó foi reconhecido como patrimônio cultural imaterial do Brasil em 11 de setembro de 2014, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAM). Sendo assim, como parte das ações para valorização dos legados históricos e memoriais da nossa cultura, o CAUA integra o Carimbó em sua produção cênica em dança.

O Corpo de Dança Sênior e os grupos de Carimbó são formados por mulheres acima de 30 anos, que praticam a dança como forma de ação afirmativa, de encorajamento, e de representatividade, exercendo o direito de se expressarem artisticamente participando de forma relevante dos processos socioculturais locais, consolidando princípios humanísticos e ideais civilizatórios.

A direção artística dos espetáculos está sob a responsabilidade do TAE/Coreógrafo do CAUA/Ufam Sandro Michael Ferreira.

*Com informações da assessoria