terça-feira, 18, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Presidente do América-MG se revolta em derrota: “Operação Salva Vasco”

O dirigente do time mineiro esperou a saída da equipe de arbitragem do campo para direcionar xingamentos ao trabalho dos árbitros na partida, além de se pronunciar publicamente em coletiva de imprensa.

Sob críticas da torcida e parte da equipe do Coelho, a equipe de arbitragem precisou ser escoltada na saída do campo, e sofreu críticas de jogadores e outros dirigentes, além de Marcus Salum.

Durante a coletiva, o presidente do América-MG sugeriu que o árbitro fizesse parte de um esquema de favorecimento ao Vasco no Campeonato Brasileiro, que saiu da zona de rebaixamento após a vitória contra o clube mineiro.

“Mas, hoje, vimos operação salva Vasco. A camisa pesa de novo no futebol brasileiro. Foi uma vergonha o que foi feito com o América. Nem prestam atenção quando vamos reclamar. O critério não é igual”, esbravejou o presidente do time.

Salum ainda reclamou sobre o lance entre Maidana e Veggeti, que culminou na expulsão do zagueiro do América-MG.

O tom acalorado e repressivo de Salum permaneceu ao longo de toda a coletiva, e gerou incômodo no Cruzmaltino, que rebateu o dirigente do América-MG em nota oficial.

Em nota, o clube discorda categoricamente da posição de Salum, e afirma que a verdadeira “operação salva-vasco” se trata dos profissionais e atletas do clube preocupados em devolver o Vasco ao lugar que pertence no futebol brasileiro.

Fonte: Fato Amazônico