terça-feira, 18, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Caso Lana: o que se sabe sobre menina de 8 anos encontrada em poço

O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHHP) investiga o caso da menina Lana, de apenas 8 anos, que foi encontrada morta dentro de um poço na noite dessa quarta-feira (20/9), na zona sul de São Paulo.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Alessandro Amorim, os indícios apontam que Lana foi morta após ser sequestrada. A polícia não divulgou novos detalhes da investigação. As informações levantadas até o momento partem do desaparecimento de Lana, no dia 13, até o encontro de seu corpo. Veja o que já se sabe sobre o caso.

Sozinha em casa

No dia 13 de setembro, numa quarta-feira à noite, Lana estava sozinha em casa após sua mãe sair para fazer compras, em um mercado do bairro. A criança ficou assistindo televisão com o irmão de 15 anos.

Em um momento de distração do adolescente, a menina foi para a rua e saiu andando com um vizinho de 13 anos, que a esperava no portão de sua casa.

Últimas imagens de Lana

A criança foi vista pela última vez em imagens de câmeras de segurança da vizinhança. Lana caminha ao lado do adolescente que foi buscá-la em casa.

Cerca de 40 minutos depois, o mesmo adolescente é visto voltando pela rua, mas sem a menina. Lana não foi vista desde então.

Encontrada em poço

Depois de uma semana de buscas, a polícia atendeu um chamado de uma pessoa da comunidade do Jardim Lucélia, na zona sul. Essa pessoa encontrou o cadáver dentro do poço, a cerca de 500 metros da casa de Lana.

O corpo estava vestido com as mesmas roupas que Lana usava no dia em que desapareceu, uma camiseta larga rosa e um calçãozinho legging. Pelas imagens, a menina estava descalça.

Depoimentos à polícia

A mãe, o irmão e outros familiares da menina foram conduzidos à delegacia para prestar mais esclarecimentos. A mãe de Lana é investigada, para verificar se houve participação no desaparecimento da filha, segundo o delegado.

O avô do adolescente suspeito que acompanhou a garota também prestou depoimento na delegacia, junto com o neto.

A versão dita por eles à polícia é a de que o adolescente teria recebido R$100 para levar Lana a três pessoas que estavam dentro de um carro, dentro da própria comunidade. O garoto afirmou ainda que não recebeu o pagamento.

O que diz a SSP

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o caso segue em investigação pelo 85º Distrito Policial (Jardim Mirna), com apoio do DHPP. Em nota, a pasta afirmou que “a equipe do Geacrim, após ser cientificada do encontro de um corpo em um poço, seguiu ao local e constatou se tratar da criança desaparecida”.

“O fato foi registrado pela 1ª Delegacia da Divisão de Homicídios do DHPP, que apura o envolvimento de um adolescente no crime, bem como atua para esclarecer todas as circunstâncias relativas aos fatos”, afirmou a SSP. Com informações de Metrópoles.