terça-feira, 18, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Jovem é queimada com faca em brasa e agredida por homem que conheceu em site de namoro

(Minas Gerais)- Uma jovem de 23 anos foi salva pela polícia, após ser mantida em cárcere privado desde 16 de agosto, em uma casa no bairro Alto do Açude, em Paracatu. A vítima, que havia desaparecido no Gama, berrava quando era submetida a sessões contínuas de tortura, cometidas por um homem com quem ela se relacionava há pouco tempo.

Quando policiais militares mineiros chegaram ao local, a mulher já havia sofrido ataques brutais, como ser espancada com um cabo de vassoura e ter braços, pernas e costas queimadas com a lâmina de uma faca em brasa.

A jovem também teve a cabeça raspada e apresentava fratura na mão direita. O criminoso, de 27 anos, tentou fugir pelos fundos da casa quando percebeu a presença da Polícia Militar. No entanto, foi preso em flagrante. Em um primeiro momento, a vítima, muito assustada, tentou dispensar os PMs dizendo que tudo “estava bem”. Mas o choro dela denunciou as agressões.

Ameaça de esquartejamento

A mulher abriu a porta para os policiais, que correram e conseguiram prender o suspeito antes que ele pulasse o muro. Ela contou à PM que viajou do Gama para Paracatu para se encontrar com o rapaz, com quem tinha iniciado um relacionamento. Revelou ainda que ele a enforcava e a ameaçava de morte, dizendo que iria esquartejá-la e jogar o corpo dela em uma vala, nos fundos da casa.

Além das agressões físicas, a vítima ficou sem comida e trancada no imóvel durante dois dias. Ela foi socorrida e levada ao pronto-socorro municipal. A polícia apreendeu cinco munições no local e, em seguida, conduziu o homem para a delegacia.

A Polícia Civil de Paracatu abriu inquérito para investigar as circunstâncias do crime e o que motivou a tortura.

*Com informações do Metrópoles