terça-feira, 18, junho, 2024

adm.portalatualizado@gmail.com
(92)98474-9643

Search
Close this search box.

Motorista que atropelou Kayky Brito pede ajuda após ser bloqueado por aplicativo de transporte

O motorista que atropelou o ator Kayky Brito no último sábado no Rio de Janeiro, pede ajuda, ele está sem trabalhar desde quando aconteceu o acidente com o artista. Diones Coelho, de 41 anos, afirma não tem recursos para consertar o carro, que é financiado e passou por perícia após o acidente, e que foi bloqueado por um dos aplicativos de trabalho.

Diones estava fazendo uma corrida por aplicativo no momento do acidente, a passageira prestou depoimento afirmando que o motorista estava sóbrio e respeitava o limite de velocidade para o momento.

Em desabafo publicado em suas redes sociais o motorista afirma: “Não tenho como trabalhar [sem o carro]. Para a minha surpresa, o aplicativo me bloqueou, mesmo com as investigações apontando [até agora] uma fatalidade. Nunca tive nenhuma intenção de machucar o menino”, disse ele.

O motorista de 41 anos agradece as mensagens de apoio que está recebendo e afirma está passando seus piores dias psicologicamente, mentalmente, físico, financeiro pedindo ajuda para se reerguer nesse momento de dificuldade.

“Quem quiser e puder contribuir com certeza vai ajudar muito nesse momento que estou passando. Chave pix 22998130108 Diones Coelho/ Nubank/ , mais uma vez obrigado, e continuem orando por mim e pelo Kayky”,

disse Diones em suas redes sociais.

Exames comprovaram que Diones não estava alcoolizado ele também tinha o hábito de gravar suas corridas. As imagens ajudarão a comprovar o que aconteceu no dia do acidente.

Relembre o caso

O ator estava no quiosque na Barra da Tijuca, com o amigo o também ator e apresentador Bruno De Luca e quando foi buscar algo em seu carro, que estava estacionado do outro lado da avenida.

Um vídeo gravado por câmeras de segurança mostram que Kayky sai correndo do carro para tentar atravessar de volta para o quiosque, quando é atropelado por um Fiat Argo, conduzido por Diones que estava em corrida por aplicativo com uma passageira e uma criança. O motorista prestou socorro chamando os bombeiros.

Fonte: Em Tempo