18/02/2020 (92) 98457-0069

Esportes

Banner Governo 01

Após vitória do Flamengo, Jorge Jesus dispara: 'Árbitro recolocou o Fluminense no jogo'

Rubro-negro derrotou o Tricolor por 3 a 2

Por Jhenny Alves 13/02/2020 às 15:59:39

Reprodução

Em um clássico eletrizante, o Flamengo fez 3 a 2 no Fluminense e avançou à final da Taça Guanabara. Mas foram praticamente dois tempos diferentes da equipe rubro-negra nesta quarta-feira, no Maracanã. No primeiro, foi intenso como em 2019, abriu 2 a 0 com menos de 10 minutos e não deixou o Flu jogar. No segundo, apesar de ter marcado logo no começo, viu o Tricolor reagir e ter chances de empatar a partida.

Mas, após a partida, o técnico Jorge Jesus fez questão de ressaltar que ainda são os primeiros jogos oficiais do ano, o que ele considera ainda como uma "pré-temporada". E voltou a falar sobre a sua equipe estar em "outro patamar".

"O fato dos jogos serem oficiais não me permitem fazer cinco, seis substituições, como seria em uma pré-temporada normal. Se são os primeiros jogos do ano, é pré-temporada. Nosso adversário queria vencer o título, mas estamos em outro patamar como diz o outro", afirmou o técnico em entrevista coletiva.

Jorge Jesus elogiou a atuação da sua equipe na primeira hora do jogo, mas citou o árbitro Grazianni Maciel Rocha como um dos motivos para o Fluminense ter "entrado no jogo" na segunda etapa. Mas voltou a ressaltar que é difícil manter o mesmo ritmo de jogo durante toda a partida.

"Foi um grande jogo. O Flamengo durante uma hora foi uma equipe de alto nível com os dias que tem de trabalho. Foi nosso terceiro jogo, o Fluminense fez o oitavo. Não demos hipótese alguma ao Fluminense. Fizemos três gols, o Fluminense fez um de bola parada e depois o árbitro quis que o Fluminense entrasse no jogo. Jogar no nível que o Flamengo jogou hoje é muito difícil de parar. Mas ainda não temos pique para todo o jogo", disse Jesus, antes de completar:

"Quem controla o impedimento? É o árbitro. Eles fizeram os gols e nitidamente o árbitro quis que o Fluminense entrasse no jogo. A partir daí, acreditaram que poderiam buscar o 3 x 3, ganharam emocionalmente e terminarem o jogo atuando no limite do risco. Para o Flamengo, jogar por 3 a 2 ou 3 a 1, o importante é manter o estilo de jogo. Estamos em evolução e jogamos para ganhar os jogos. Não há nenhuma equipe do mundo que jogue os 90 minutos em cima do adversário. Se fosse, não seria 3 x 0, seria 6 x 0".

Com a vitória nesta quarta-feira, o Flamengo agora espera o vencedor do duelo entre Boavista e Volta Redonda para saber quem enfrenta na final da Taça Guanabara. No próximo domingo, o Rubro-Negro encara o Athletico-PR pela final da Supercopa do Brasil.

Fonte: Portal Holofote

comentários